Fev 12
A cada semana estaremos comentando sobre as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho que são de fundamental importância para o trabalhador, nessa semana abordaremos a Cláusula da "Data Base".
A data base é uma das coisas mais importantes na negociação salarial. Ela estabelece que naquela data o trabalhador tenha seu salário corrigido.
Antes de iniciar as reuniões de negociação salarial já é preparado um documento chamado "Garantia da Data Base". Esse período é sempre referenciado a partir do primeiro dia do mês da data-base e, mesmo que o Acordo, Convenção ou Dissídio Coletivo se dê em mês posterior, todas as conquistas dos trabalhadores devem ser pagas retroativamente.
Sem a representação do Sindicato a data que regulamenta deixa de existir, com isso o patrão terá total liberdade para reajustar, se é que vai reajustar alguma coisa quando bem entender.
Por isso estamos alertando todos os trabalhadores sobre a importância da sobrevivência do Sindicato.
Sueli Reis que é Presidente do STIG diz que precisamos fortalecer o Sindicato, se sindicalizando e pagando as contribuições que são de fundamental importância para a manutenção do Sindicato, defendendo e garantindo seus direitos.
A Data Base dos gráficos da Baixada Santista é 1º de Setembro.
 

Ler mais...

escrito por jorge

Fev 06

Neste dia 7 de Fevereiro, revivemos as memoráveis jornadas de luta dos Trabalhadores Gráficos que além de reivindicarem melhorias de condições de trabalho, lutavam por algo muito importante que era o reconhecimento da UTG – União dos Trabalhadores Gráficos como entidade que legalmente representasse todos os Trabalhadores Gráficos, já que na época só os patrões é que detinham sua representação através da Associação Comercial.
A batalha pelo reconhecimento de nossa entidade e a intransigência patronal obrigou os trabalhadores gráficos a usarem a greve como única alternativa e como não poderia deixar de ser a mesma contou com enormes perseguições de repressão policial organizada pelas empresas, com invasão do depósito e a total destruição dos alimentos que eram utilizados como fundo de greve e para a sobrevivência de nossos companheiros.
 

Ler mais...

escrito por jorge

Fev 05
Todos os trabalhadores gráficos da Baixada Santista terão a partir deste mês a correção no valor da insalubridade, que foi uma conquista através da luta do Sindicato.
Os trabalhadores devem receber a partir deste mês o valor de R$209,00 que se multiplicar por 12 meses o ganho seria de R$2.508,00.
Vale lembrar que a Diretoria do Sindicato continua não medindo esforços para manter a entidade atuante na defesa dos direitos já conquistados da categoria.
A insalubridade é apenas um desses direitos, que se o trabalhador não tiver a consciência de contribuir financeiramente para manter o Sindicato cada vez mais forte, corremos o risco de perde este adicional e as 64 cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho.
Sueli Reis, mais uma vez faz um apelo aos trabalhadores sobre a necessidade da autorização do desconto de uma cota solidária para a manutenção do Sindicato e a garantia dos direitos já conquistados.
Estaremos visitando todas as empresas da região, entregando uma carta e conversando com os trabalhadores a respeito da situação em que se encontra o Sindicato, conclui dizendo que mais do que nunca precisamos da colaboração de todos para continuar representando a categoria.
 

Ler mais...

escrito por jorge

Jan 29
Entre as reformas na Constituição Federal e nas leis e os atos do governo atual o objetivo claro é a destruição da Previdência Social
Conforme esse colunista falou inúmeras vezes, a salvação efetiva do nosso sistema previdenciário não está a redução do valor dos benefícios e no perverso aumento das exigências, e sim no crescimento econômico do Brasil, com as relações de trabalho formais, através de contratos, de trabalho ou de prestação de serviços, garantindo as contribuições previdenciárias do contratante e do contratado. Portanto, as reformas que aconteceram, trabalhista e previdenciária, não contribuem de fato com o Seguro Social dos trabalhadores.
O que se viu neste último ano foi exatamente o crescimento da incompetência e do descaso. Infelizmente é proposital a inconsequência; própria e típica de entreguistas, como os que querem privatizar o DATAPREV. Assim, temos quase dois milhões de benefícios represados, aguardando o término do processo administrativo. Aposentadorias por tempo de serviço, especiais e por idade, pensões por morte e auxílios-doença, e até certidões de tempo de contribuição para averbação no serviço público. Cabe ao leitor imaginar o que representa na vida pessoal de cada infortunado e na vida econômica de toda a sociedade.
 

Ler mais...

escrito por jorge

Jan 29
A partir de março, sob o pretexto de hipoteticamente criar empregos para os jovens através da carteira verde-amarela com menor salário e direitos, o governo federal vai criar sério problema no caixa da Previdência Social e ao trabalhador. Isentará as empresas de recolherem 20% do salário ao INSS. E para amenizar tal desfalque aos cofres públicos, taxará o gráfico e demais empregados que perderem o trabalho. Retirará de 7,5% a 8,14% do seguro-desemprego. Essa desobrigação patronal ao recolhimento do INSS com o trabalho na nova modalidade ainda estimulará o desemprego daqueles milhares de profissionais empregados com todos seus direitos. Isto porque ficará mais barato para folha de pagamento das empresas a substituição do emprego da carteira de trabalho azul pela verde-amarela.
Essa modalidade verde-amarela prejudicará o trabalhador por três vezes. Primeiro, porque o gráfico assim contratado ficará sem a sua contribuição previdenciária patronal, a qual é crucial para a aposentadoria. Segundo, estimulará a perda do emprego com direitos. E, por fim, perderá parte do pouco recurso do seguro-desemprego, a ser confiscado pelo governo que retira do pobre, enquanto isenta o rico patrão. "Ao invés de taxar o seguro, Bolsonaro deveria aumentar o seu valor diante do grande desemprego no Brasil, ou melhor, era para criar séria política de emprego", diz Leonardo Del Roy, presidente da Confederação Nacional dos Gráficos (Conatig).
 

Ler mais...

escrito por jorge

Ir para a página  1 2 3 4 5 6 7 8 9 10  Última