Item de NotíciaGráficos definem seu futuro no próximo dia 8
(Categoria: Geral)
Postado por jorge
05 Junho 2019 - 13:48:26




A direção do Sindicato esta convocando todos os trabalhadores gráficos da Baixada Santista para participarem da Assembleia que será realizada no próximo sábado (8), às 9 horas na sede do Sindicato, que fica na Rua Bittencourt, 153 – na Cidade de Santos.
Sueli Reis destaca esse encontro como talvez o mais importante da história do Sindicato prestes a completar 88 anos de fundação. Nessa Assembleia vamos discutir primeiramente com os trabalhadores se o Sindicato é importante ou não na sua representação e a forma de custeio para a manutenção da entidade. Caso os trabalhadores se conscientize sobre a necessidade da existência do Sindicato, daremos sequencia discutindo a pauta de reivindicação que fará parte da próxima negociação salarial, uma vez que a atual convenção coletiva de trabalho tem validade até 31 de agosto. Finaliza dizendo que chegou a hora de todos contribuírem porque sem o Sindicato, a situação ficará difícil para todos e não só para quem é sócio.
Pela primeira vez esta sendo convocando uma Assembleia em um sábado, porque entendemos que assim todos possam participar de uma decisão tão importante para sua vida e de seus familiares.
Convença o seu colega de trabalho a comparecer, seja ele associado ou não, desempregados e aposentados. Uma vez que dependendo das decisões tomadas todos serão afetados.

Ordem do Dia:
a) Definição da Continuidade ou não do Sindicato;
b) Contribuição para Manutenção da Entidade, forma de desconto e valores a ser descontado em folha de pagamento de todos os trabalhadores associados ou não, para a garantia coletiva de direitos e benefícios para todos os trabalhadores da categoria;
c) Caso a Assembleia aprove a Continuidade da Representação Sindical, discutiremos a pauta de reivindicações a ser encaminhada ao setor patronal para a Renovação da Convenção Coletiva de Trabalho para o período de 2019 a 2020;
Trabalhador Representado pelo Sindicato tem garantido:
1 - Data Base que corrige salários e estabelece direito acima da Lei
2 - Piso Salarial de R$1.566,40
3 - Hora Extra: 75%
4 - Participação nos Lucros: R$543,00
5 - Vale Compras: R$75,00
6 - Multa por atraso no pagamento
7 - Adicional Noturno: 30%
8 - Auxílio Funeral: R$3.916,00
9 - Complementação de Auxílio Previdenciário
10 - Complementação do Décimo Terceiro Salarial aos afastados pelo INSS
11 - Auxílio Creche: R$469,92
12 - Auxílio ao Filho portador de necessidades especiais: R$120,00
13 - Estabilidades: Pré Aposentadoria de 2 anos
14 - Garantia de Emprego ao Trabalhador afastado pelo INSS de 90 dias
15 - Faltas e Ausências Remuneradas: Empregado Estudante para realização de provas escolares; 6 faltas anuais para levar filhos menores de 12 anos ao médico, podendo ser estendido para 12 faltas desde que atestado pelo Médico Hospitalar, 3 dias úteis para o casamento e falecimento do cônjuge e parentes, ascendentes ou descendentes.
16 - Aleitamento: Liberação de 3 horas diárias para a amamentação até a criança completar nove meses com comprovante médico para tal.
17 - Tolerância de Atrasos: 15 minutos
18 - Plantão Ambulatorial e Necessidades Higiênicas
A insalubridade que todos os trabalhadores gráficos têm direito equivale a 20% do salário mínimo, atualmente este valor é R$199,60.
Esses são alguns exemplos que serve de comparativo para sua análise da importância do Sindicato. Lembrando que temos 63 cláusulas na Convenção Coletiva de Trabalho que são superiores as Leis estabelecidas pelo governo.
Trabalhador SEM a Representação do Sindicato
1 – Nada estabelecido
2 – Salário Mínimo: R$998,00
3 – Hora Extra: 50%
4 – Participação nos Lucros: Nada Estabelecido
5 – Vale Compras: Nada Estabelecido
6 - Multa por atraso no pagamento: Nada Estabelecido
7 - Adicional Noturno: 20%
8 - Auxílio Funeral: Nada Estabelecido
9 - Complementação de Auxílio Previdenciário: Nada Estabelecido
10 - Complementação do Décimo Terceiro Salarial aos afastados pelo INSS: Nada Estabelecido
11 - Auxílio Creche: R$469,92: Nada Estabelecido
12 - Auxílio ao Filho portador de necessidades especiais: Nada Estabelecido
13 - Estabilidades Pré Aposentadoria: Nada Estabelecido
14 - Garantia de Emprego ao Trabalhador afastado pelo INSS: Nada Estabelecido
15 - Faltas e Ausências Remuneradas: Falecimento (2 dias), Levar o filho ao médico (1 dia) e casamento (3 dias).
16 - Aleitamento: 2 (dois) descansos especiais de 30 minutos cada um, para amamentar seu filho até que ele complete 6 (seis) meses de idade.
17 - Tolerância de Atrasos: Nada Estabelecido
18 - Plantão Ambulatorial e Necessidades Higiênicas: Nada Estabelecido

Lembrando a todos vocês primeiramente que patrão não te da nada porque ele é bonzinho e que não há nada que obrigue o governo a ajustar o salário daqueles que ganham acima do salário mínimo, o que é o caso de toda nossa categoria. Por esse motivo precisamos garantir uma Convenção Coletiva de Trabalho representativa e que proteja a todos os trabalhadores, preservando seus direitos conquistados e garantindo aumento salarial digno.
Caso a categoria recuse o apelo do Sindicato à categoria vai ficar sem respaldo e o setor empresarial vai deitar e rolar, primeiro porque o trabalhador não vai ter o poder de discutir direto com o empregador sequer o rejuste salarial, quanto mais às demais cláusulas da Convenção Coletiva. A data base deixa de existir e ai quando vai ser aplicado o reajuste e qual o valor deste reajuste. O Piso Salarial deixará de existir e com isso, sem nada que o regulamente, o mesmo poderá ser baseado pelo salário mínimo e aqueles trabalhadores que atualmente recebem salário acima do Piso terão seus salários achatados, podendo receber o que hoje é o piso da categoria, finaliza Jorge Caetano.


Esta notícia é de Gráfico Santista
( http://graficosantista.org.br/news.php?extend.1251 )