Item de NotíciaDia Internacional da Mulher será comemorado pelas trabalhadoras gráficas da Baixada Santista com garantias de direitos na CCT.
(Categoria: Geral)
Postado por jorge
04 Maro 2020 - 18:20:58


Prosseguindo com nossa série de informações aos trabalhadores. Nessa edição vamos fazer um demonstrativo da importância do Sindicato na vida das companheiras da categoria gráfica.
Temos alguns direitos conquistados através de negociações intermediadas pelo Sindicato superiores a Lei que beneficiam as mulheres. O auxilio Creche garante a mãe trabalhadora 30% do salário piso normativo R$1.619,20, equivalente a R$485,76, este benefício deverá ser pago até a criança completar 3 anos de idade. A empregada deverá entregar o recibo da mensalidade da creche ou Recibo de Pagamento Autônomo (RPA).
Outro benefício importante é a Cláusula do Aleitamento, onde a trabalhadora poderá fazer o aleitamento até 6 (seis) meses de idade, sem qualquer prejuízo das horas despendidas para essa necessidade, limitado a 3 (três) horas diárias, divididas em no mínimo dois períodos. O prazo de aleitamento pode ser prorrogado por mais 3 (três) meses, por solicitação escrita do respectivo médico pediatra.
Na cláusula de Ausências Remuneradas a trabalhadora poderá se ausentar do trabalho, desde que devidamente atestadas por Convênio Médico da empresa ou na falta de um desses, pelo Órgão Público de Saúde, limitando-se a um total de 6 (seis) faltas anuais, sempre que ficar comprovado terem as ausências relação com doença de filhos menores de 12 (doze) anos de idade e quando se tratar de filhos excepcionais, desde que comprovada as faltas do empregado, limitando-se a 8 (oito) faltas anuais e sem limite de idade serão justificadas e remuneradas pelo empregador. Em caso de internação, o limite de faltas acima, de 6 (seis) e 8 (oito) anuais, poderá ser estendido até 12 (doze) faltas anuais, desde que atestado pelo médico hospitalar.
 


ESTABILIDADE - A estabilidade da gestante é garantida desde a confirmação da gravidez até 5 meses após o parto. Em caso de aborto devidamente comprovado por atestado médico, a gestante gozará da garantia de emprego ou salário de 30 (trinta) dias. As empresas assegurarão à gestante mudança de função, sem prejuízo salarial e pelo tempo necessário, desde que solicitado pelo médico.
IGUALDADE - As empresas se comprometem a assegurar igualdade de condições e oportunidades às mulheres para concorrer a qualquer cargo, atendidos os pré-requisitos da função estabelecida pela empresa porventura existentes.
Sueli Reis, Presidente do STIG diz que a luta das mulheres é constante. Uma vez que além do trabalho, temos que cuidar dos afazeres domésticos.
Não obstante a isso as mulheres foram severamente prejudicadas com a reforma da previdência aprovada recentemente pelo atual governo, que obriga as mulheres a trabalhar até completar 62 anos de idade.
Ainda bem que temos alguns direitos que nos beneficiam. Por isso temos que valorizar o Sindicato por essas conquistas. Feliz Dia das Mulheres a todas as companheiras da categoria gráfica da Baixada Santista.
 



Esta notícia é de Gráfico Santista
( http://graficosantista.org.br/news.php?extend.1282 )